now you are on

Ergonomia no trabalho

A ergonomia relacionada com o local de trabalho é cada vez mais um fator de preocupação. Além de ser o local onde o individuo passa mais tempo seguido do seu dia, as exigências laborais nem sempre facilitam uma boa postura.
São diversas as áreas profissionais que levam a posturas prejudiciais para a saúde. Desde trabalhos em escritórios, a trabalhos em fábricas, comércio, construção civil ou trabalhos agrícolas e florestais, todos carecem de uma análise ergonómica. Enquanto em algumas áreas de atividade a analise se foca nos itens com os quais se trabalha (cadeiras, mesas, balcões de trabalho, prateleiras de matérias, entre outros), outras áreas devem ter um foco maior na postura corporal dos colaboradores enquanto executam tarefas tais como: levantar e transportar objetos pesados e postura na condução de veículos.
Não quero com isto dizer que não sejam analisados todos os aspetos das bases de ergonomia de postos de trabalho, mas sim que a maior preocupação vai para as condições que afetam mais o trabalhador.
A análise ergonómica de postos de trabalho foi criada para ser usada como uma ferramenta de análise detalhada após serem detetados indicadores de potenciais problemas ergonómicos. Pode ser uma análise de apenas uma determinada tarefa ou de todo um local de trabalho, onde é descrita a tarefa, é feito um esquema das operações e que poderão ser complementados com fotografias ou vídeo do local. É com estes materiais que depois o analista vai fazer a análise item a item.
Qualquer pessoa, antes de ser chamado um analista especializado, pode detetar problemas num posto de trabalho, e isso vai desde:

  • Mobiliário que rodeia o trabalhador, a altura do plano de trabalho e área de trabalho do mesmo;
  • A distancia dos objetos de trabalho em relação ao trabalhador e qual a frequência com que os utiliza;
  • O angulo de visão, principalmente quando de trata de ecrãs;
  • Área para pernas e pés, se as pernas ficam num angulo correto para ajudar a manter a correta postura das costas sem fatigar o trabalhador e se os pés ficam ligeiramente levantados;
  • Iluminação do espaço, se o espaço for pouco iluminado pode levar a danos visuais, e a más posturas por dificuldades de visão.
  • Estes fatores são apenas alguns dos potenciais riscos ergonómicos que se podem encontrar num local de trabalho, e que devem ser colmatados para a saúde, bem-estar e consequentemente melhor produtividade de um trabalhador.